Concreto Armado

Atualmente, para a construção de edifícios de múltiplos pavimentos, continua sendo freqüentemente adotado o sistema estrutural convencional, ou seja, emprego de vigas, lajes e pilares moldados “in loco” para posterior execução dos sistemas de vedação.

O sistema convencional pode contemplar estruturas reticuladas de lajes e vigas, lajes planas ou lajes nervuradas. O importante é encontrar, dentro das possíveis soluções, aquela que seja mais adequada ao fluxo de caixa e às características do empreendedor.

Este sistema é o que possui a maior abrangência, pois é adaptável às mais variadas soluções arquitetônicas, e também às mais diversas condições de execução disponíveis, por não depender, por exemplo, de canteiros com grande espaço, nem de equipamentos como gruas e guindastes.

Por outro lado, por ser mais flexível, o sistema em si não exige tanto rigor na qualidade de execução quanto os sistemas com uso de pré-moldados, por exemplo. Por isso, a preocupação com o controle de qualidade deve ser ainda maior no sistema convencional.

  • concreto_armado_1

    Montagem

    Montagem da armação de lajes e vigas no sistema convencional.
  • concreto_armado_2

    Estrutura

    Estrutura no sistema convencional.
  • concreto_armado_3

    Estrutura

    Estrutura em laje nervurada.
  • concreto_armado_4

    Estrutura

    Estrutura no sistema convencional.

Sistema Convencional

    Vantagens

  • Flexibilidade de formas e vãos
  • Não requer mão-de-obra especializada
  • Menor investimento com logística e equipamentos

    Desvantagens

  • Maior consumo de formas e escoramento
  • Maior consumo de mão-de-obra
  • Menor controle de qualidade inerente ao sistema